segunda-feira, 26 de fevereiro de 2018

Orphan Black|2013

Esta série nunca me suscitou interesse. Nunca mesmo. Para mim, os nomes têm um papel muito importante na escolha das séries que vejo e que não são recomendadas. Neste caso, já me tinha sido recomendada. Mas pelo nome pensei que fosse algo mais obscuro, e até é algo obscura mas não do género de Vikings, que é sangue em todo o lado. Para verem o meu grau de interesse, até aqui, a série é de 2013 e eu só em 2018 é que a vi. Por um lado ainda bem, assim não tenho de esperar pela dolorosa tarefa de esperar que saiam mais episódios, uma vez que a série já está concluída.
Comecei a ver esta série em Janeiro, e em Fevereiro já dei conta das cinco temporadas. Aconselho vivamente.
Esta série conta a história de Sarah Manning (Tatiana Maslany), uma problemática jovem-adulta de origem londrina que tem a vida num caos. Ao ver Beth matar-se na linha de comboio, Sarah decide assumir a identidade da mesma para tentar limpar a sua vida e conseguir a sua filha de volta. No entanto, descobre que esta mulher está envolta num mistério que a arrasta junto com ela, enquanto vive a vida de Beth descobre mais três mulheres idênticas a ela. Juntas tentam descobrir quem é o cabecilha desta organização que fez este experimento de clones.
É diferente de tudo o que vi, a série, os actores, os cenários.. Todos os clones são interpretados pela mesma actriz, mas ao acompanharmos a série não notamos isso, porque esta actriz é realmente muito boa, e eu tinha de me lembrar constantemente que era sempre a mesma que fazia tantos papéis diferentes. Outra coisa que adorei nesta série foi o facto de as personagens todas evoluírem bastaste, apesar de serem todas muito complexas e o facto de fecharem todas as linhas do enredo aquando o término desta série. Para mim, não ficou ponta solta nenhuma o que é raro ver em séries deste tipo. Se querem uma série de ficção cientifica, com acção, drama e comédia à mistura, definitivamente deveriam ver Orphan Black. Eu vi toda no Netflix, todas as temporadas estão disponíveis por lá.

Sem comentários:

Enviar um comentário

the washing machine. + Blog design by labinastudio.