segunda-feira, 5 de fevereiro de 2018

Wonder|2017


Já tinha lido este livro lá em 2015, quando saiu o filme, não consegui ir ver ao cinema, infelizmente. Durante a passada semana fiquei sem net em casa, o que me permitiu não procrastinar tanto e ver alguns dos filmes que tinha em atraso. "Wonder" foi um desses casos.
Não adiava a visualização deste filme só porque procrastino demais, eu adiava ver este filme porque sempre gostei demasiado do livro e tinha medo de ser um daqueles casos, em que o filme não faz jus ao livro. Não é de todo mentira, mas surpreendeu-me bastante.
Primeiro, eu não sabia quais eram os actores que protagonizavam o filme e quando bati com os olhos na Julia Roberts, Owen Wilson e Jacob Tremblay, fiquei eufórica, são dos meus actores preferidos. Claro que o Jacob foi mais difícil de identificar, mas conheci a voz do menino de "Room (2015)", filme que garantiu um Óscar a Brie Larson e mais umas quantas nomeações.
Segundo, a actriz que interpretou Via (Izabela Vidovic) e o actor que interpretou Jack Will (Noah Jupe) surpreenderam-me mesmo muito. Parece que os conheço de outras andanças, mas estive a pesquisar e não sei mesmo de onde os conheço, no entanto, são nomes a guardar para o futuro.
Terceiro, este filme foi realizado por Stephen Chbosky, realizador de "The Perks of Being a Wallflower"(2012), então para mim isto foi um grande bónus, porque é dos meus filmes preferidos.

Auggie Pullman sofre de síndrome de Treacher Collins, em dez anos de existência já foi operado mais vezes do que os dedos das mãos podem dizer, ficando com mal-formações na cara para sempre.
Agora que está prestes a entrar para o quinto ano, os seus pais acham que é uma óptima altura para Auggie deixar de ter aulas em casa e enfrentar a escola pública. August é submetido a diversos tipos de olhares que o deixam pouco confortável, mas há medida que o tempo vai passando compreendo que aceitação da diferença leva o seu tempo.

Sem comentários:

Enviar um comentário

the washing machine. + Blog design by labinastudio.